Um recado para o escritor hesitante: se atire

O recado para o escritor desanimado é o seguinte: nosso amigo publicou dois contos e está vendendo. Por que você não se anima e faz o mesmo?

 

Nosso amigo Artur Salles contou uma novidade que me deixou pensativo. Ele escreveu dois livros, na verdade dois contos, ou short stories, se preferir, e os colocou à venda no site da Amazon, na Kindle Store.

Os contos custam dois dólares, quase três dólares, e os resultados são animadores, já perto de 100 vendas nos primeiros quatro meses. Não que seja uma fortuna, mas por que não? Depois de prontos, os livros ficam lá à venda o resto da vida.

E qual o assunto destes livros? “Palavras de Sobrevivência”, segundo o Artur, “pode ser compreendido como uma tentativa de resgate dos valores familiares sob a ótica do amor que nos une para a garantia da sobrevivência da prole. Embora um conceito menos primitivo e mais racional no contexto humano, a segurança da família também requer de nós elementos como bravura e superação diárias. Dona Maria Regina nos ensina justamente isso”.

“Batalhas pela Sobrevivência”, o outro livro, “lança olhar para o processo de “muramento” que nos blinda do desconforto de perceber as desigualdades e o sofrimento que nos rodeiam diariamente. A cada esquina atravessada e a cada rua percorrida, o personagem desnuda a brutalidade da miséria social, enfatizando justamente as reações individuais diante de tragédias sociais como a fome e o desamparo”.

Artur me disse também que o tema não é tão importante em termos de vendas, mas a divulgação sim. Para vender é importante divulgar.

Estou surpreso, eu disse, achava que estas coisas não vendiam!

Disse a ele que eu também escrevo umas coisinhas simples, além de músicas e letras de vez em quando. Tenho um conto já iniciado que se passa no Rio, inicialmente no Catete, em 1962, com a chegada de um baixista que foi parar lá sem querer e se envolve uma sucessão de eventos.

Eu me animei a prosseguir e terminar a história por causa do exemplo do Artur.

Clube de Autores

Além do Kindle para publicações em português na Amazon.com, penso que vale a pena conferir também a opção do Clube de Autores, iniciativa já antiga do Ricardo Almeida que eu vi surgir. É uma plataforma de publicação com 10 anos de experiência e mais de 70 mil livros publicados.

Se você é um escritor hesitante, visite o site, pois há boas dicas por lá. 🙂

Ricardo, CEO do Clube de Autores, cita a Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, pela qual foram disponibilizados pelo mercado, em 2018, 350 milhões de livros. Só o Clube de Autores, por exemplo, lança em sua plataforma 40 obras novas por dia. A demanda é alta e a cada dia surgem novos autores, afirma.

Estes números são uma surpresa para mim, pois sei de casos de livros postos à venda, com informação original e de qualidade, com zero venda. Acredito que cada caso é um caso e que vale a pena tentar, diante destes exemplos. Outrolado_

. . .
Leia também:

Ter um blog é muito melhor do que não ter

 

O que é escrever bem o português hoje

 

O que é o amor?

Vicente Tardin é editor, jornalista, gestor de conteúdo e consultor para projetos online. Foi o criador dos sites WebWorld (1997) e Webinsider (2000).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *